Alerta! Uso de paracetamol na gestação pode causar autismo, asma e hiperatividade no bebê




SAÚDE

Um dos medicamentos mais usados durante a gestação pode ocasionar alguns problemas no desenvolvimento dos bebês, inclusive o alerta está sendo feito por especialistas no assunto.

Médicos prescrevem o paracetamol como um dos medicamentos que causam menos problemas para o feto, mas algumas pesquisas mais recentes alertam para um risco que pode acontecer se o remédio for tomado durante a gravidez.

Um dos estudos foi divulgado no Reino Unido no ano de 2016 e foi feito pela Universidade de Bristol em parceria com a unidade da Noruega.




Na pesquisa foi descoberto que o uso do composto na gravidez aumenta o risco para que a criança tenha asma.

Porém, outros estudos alertam para um potencial risco ainda maior. Um segundo estudo que foi feito em julho do mesmo ano constatou que o uso do paracetamol aumenta significativamente as chances de bebês do sexo masculino terem autismo ao crescerem.

Esse estudo polêmico, no qual foram estudadas 2644 mamães e seus bebês, chegou a ser divulgado pela revista International Journal of Epidemiology.

Na mesma pesquisa foi apontado também que o uso do medicamento aumenta muito as chances das crianças desenvolverem Déficit de Atenção e Hiperatividade, independente do sexo.

Já um terceiro e último estudo que foi feito também pela Universidade de Bristol em agosto do mesmo ano disse que os bebês podem ter hiperatividade e problemas gerais de comportamento.

“Crianças expostas ao paracetamol durante a gestação têm maiores riscos de desenvolverem múltiplas dificuldades de comportamento. Considerando o grande uso de paracetamol feito entre gestantes, esta descoberta tem uma grande relevância em termos de orientações em relação à saúde pública”, disse os especialistas.



Comentários no Facebook:

Comentários

Categoria: Saúde