Notícias de Jequié e Região

Balanço do Carnaval 2023 é apresentado no encerramento da Operação de Segurança da Polícia Militar

MinJeq02

O encerramento das atividades da Polícia Militar do Estado da Bahia (PMBA) no Carnaval de Salvador 2023 foi celebrado com a presença do governador Jerônimo Rodrigues, nesta quarta-feira (22), no Camarote da PMBA, em Ondina, quando foi homenageado pela corporação com o troféu Nossa Força, pela sua contribuição para realização da festa. O vice-governador Geraldo Junior, coordenador do Carnaval 2023, o secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner, e o cantor Bell Marques também foram agraciados com o troféu.   

Minuto Jq

O comandante-geral da PMBA, coronel Paulo Coutinho, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Adson Marchesini, a delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Brito, o diretor-geral do Departamento de Policia Técnica, Edson Luiz dos Reis, também prestigiaram o evento, que é realizado em reconhecimento ao trabalho dos cerca de 30 mil agentes que estiveram a serviço da segurança de baianos e turistas, durante os sete dias da festa momesca. O evento contou, ainda, com a presença dos secretários da Cultura, Bruno Monteiro; da Saúde, Roberta Santana; da Igualdade Racial, dos Povos e Comunidades Tradicionais, Ângela Guimarães; de Turismo, Maurício Bacelar; de Justiça e Direitos Humanos, Felipe Freitas; e do chefe da Casa Civil, Afonso Florence. 

Matricula Escolar

O governador Jerônimo Rodrigues, festejou o saldo positivo das ações de segurança no Carnaval. “O ‘Carnaval em cada esquina’ aconteceu na capital baiana e em quase setenta municípios e cidades do interior do estado da Bahia com a mesma tranquilidade e segurança que nós vimos e aplicamos aqui em Salvador. Com uma coordenação conjunta composta pelo Governo do Estado, Prefeitura Municipal e órgãos federais, reunida diariamente pra monitorar, avaliar e dar uma sequência do que nós nos comprometemos desde o início do ano quando preparamos a festa”, declarou Jerônimo, que ainda parabenizou a todos os envolvidos na festa, mas destacou seu agradecimento especial aos agentes da Segurança Pública da Bahia. 

“Que meu agradecimento possa chegar a cada policial militar, a cada policial civil e a cada bombeiro, que, nestes dias de Carnaval, se dedicaram, se entregaram com aquela orientação que nós temos de poder fazer a sua missão como sempre a fizeram com integridade e com amor à farda. Eu quero agradecer a cada um e a cada uma que atuou nos circuitos de Carnaval aqui, na capital, e no interior”, concluiu o governador.  

O sucesso da atuação das forças de segurança se deu pelo esforço integrado das polícias Civil e Militar, do Corpo de Bombeiros e do Departamento de Polícia Técnica, resultando na prisão de 79 foragidos localizados por Reconhecimento Facial. Desses, 46 criminosos foram encontrados no circuito Dodô (Barra/Ondina), 19 no Osmar (Campo Grande), 11 no circuito Batatinha (Centro Histórico), um no Carnaval de bairro, em Itapuã, um na festa de Camaçari e o último no Carnaval de Santo Estevão, no interior.  

O secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner, destaca que, neste ano, o investimento do Governo do Estado no Carnaval de cerca de 70 cidades do interior aumentou o desafio para a Segurança Pública do estado. “Dentro de um planejamento robusto e com o uso da tecnologia, com a capacitação e comprometimento dos nossos policiais militares, civis, bombeiros e polícia técnica, conseguimos proporcionar um excelente carnaval. A Central de Controle, com 43 órgãos funcionando 24 horas durante todo o período do Carnaval e pré-Carnaval, também foi muito importante pra que o acionamento dos órgãos municipais, estaduais e federais fosse mais célere para a integração de todas as polícias”, explicou Werner. 

Além da atuação de agentes de segurança nos circuitos oficiais da festa, a PMBA esteve presente, ainda, no Carnaval de Bairros, em Cajazeiras X, Periperi, Itapuã, Liberdade, Boca do Rio, Plataforma, Pau da Lima, Piatã (Palco do Rock) e Nordeste de Amaralina (Circuito Mestre Bimba). Policiais garantiram a segurança do folião, com policiamento nas ruas, por meio de postos elevados de observação e patrulhas, e, no entorno imediato, com a tropa especializada 

Estatísticas 

Os registros de lesões corporais reduziram, foram 120, em 2020, para 58 casos este ano. Já as ocorrências de crimes contra o patrimônio, incluindo furtos e roubos, também apresentaram diminuições, de 1247, em 2020, para 1089 neste ano. As ações ostensivas da PM e com equipes infiltradas da PC resultaram em 42 prisões em flagrantes por roubo, furto, tráfico de drogas e brigas. Nos Portais de Abordagem e em ações pontuais nos circuitos, foram apreendidas 1.300 armas brancas, entre espada, facas e canivetes. 

O Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) realizou atendimento a 664 ocorrências, nos circuitos Batatinha, Osmar e Dodô. Dessas, 651 foram de atendimentos pré-hospitalares, 13 de busca e resgate, além de 1.209 repasses de orientações e ações de prevenção.  

A Operação Folia em Paz garantiu ações ostensivas nos principais corredores de tráfego da capital baiana, resultando na apreensão de duas armas de fogo, na condução de 24 pessoas para delegacias, em 12 prisões em flagrante, além de dois mandados de prisão cumpridos e registro de 17 ocorrências de apreensões de drogas. Foram abordadas 5861 pessoas, 782 carros, 1.037 motos, 180 coletivos, 112 táxis, 832 pontos de ônibus e cinco veículos foram recuperados. A Folia em paz contou com o trabalho das equipes das operações Gêmeos e Apolo, das Companhias Independentes de Policiamento Tático (CIPT/Rondesps) e do Esquadrão de Motociclistas Asa Branca (Feira de Santana. 

Rodovias 

O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) realizou abordagem a 9.864 veículos e 10.027 pessoas entre sexta-feira (17) e terça-feira (22), com apreensão de duas armas de fogo, três pessoas presas em flagrante, duas pessoas foram conduzidas a delegacias, seis veículos foram recuperados, 92 veículos foram retidos. A BPRv ainda registrou 12 ocorrências de acidentes e socorreu quatro pessoas com ferimentos graves. Além disso, as equipes da Polícia Militar realizaram atendimento a 91 turistas. 

Saúde 

O atendimento dos serviços de saúde durante o Carnaval registrou 115 ocorrências nos circuitos da folia, com encaminhamento para hospitais e unidades de saúde. O Hospital Geral do estado (HGE) atendeu 67 dessas ocorrências, já o Hospital Eládio Lasserre recebeu 11, socorridas nos circuitos da festa, além de dez atendimentos realizados no Hospital Geral Menandro de Faria e cinco no Hospital Roberto Santos.  

O Hospital do Subúrbio atendeu seis pessoas encaminhadas por ocorrências nos locais da folia, outros quatro atendimentos foram realizados pela Maternidade José Maria de Magalhães, três foram encaminhados para o Hospital Ernesto Simões Filho, já os hospitais Juliano Moreira, Ana Nery e da Mulher realizaram um atendimento, cada. 

Os postos de testagem de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) testaram 3.016 pessoas, resultando em 12.064 testes para detecção de ISTs. Foram positivados 29 para HIV, 212 para sífilis, além de sete confirmações de hepatite C e 5 para hepatite B. Todos os casos receberam encaminhamento para tratamento. Mais de 700 mil preservativos foram distribuídos entre os foliões. 

Cultura 

O Carnaval do Centro Histórico de Salvador, no Pelourinho, fez jus ao tema da festa deste ano – ‘Um carnaval em cada esquina’, em referência à música de Moraes Moreira, falecido em 2020 e homenageado durante a folia. Lá, 691 artistas de diversos estilos e gêneros se apresentaram, em uma celebração de alegria, democrática, plural e diversa.  

Em 208 horas de apresentações, foram realizados 102 shows nos quatro palcos do Pelô (Largo do Pelourinho – palco principal, Largo Pedro Archanjo, Largo Quincas Berro D’Água e Largo Tereza Batista). O público infantil contou com o trabalho de grupos de entretenimento na Praça das Artes. 

As ruas e ladeiras do Pelourinho também foram palco de muita alegria e animação com o desfile de grupos típicos da cultura popular baiana. Nos dias de festa, 26 atrações performáticas e itinerantes fizeram a folia de crianças, jovens, adultos e idosos. Em cada esquina, o público se deparou com show de dança, teatro, afoxé, folguedos, entre outras manifestações artísticas, totalizando 127 horas de programação. 

O Programa Carnaval Ouro Negro 2023 teve investimento de mais de R$ 7,6 milhões como subsídios para o apoio de agremiações de matriz africana, premiando 63 entidades que desfilaram nos três circuitos da folia (Osmar, Dodô e Batatinha). A iniciativa do Governo do Estado contou com a atuação das secretarias de Cultura (Secult-BA) e de Promoção da Igualdade Racial e dos Povos e Comunidades Tradicionais (Sepromi). O edital contemplou blocos de samba, reggae, afro e afoxé, que desfilaram entre sexta e terça-feira.  Informações e Foto: Secom/GovBa

Comentários no Facebook:

Comentários

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.