Notícias de Jequié e Região

Escolas realizam escolha dos livros literários que serão usados de 2023 a 2025 no Ensino Médio

Gestores, professores e coordenadores pedagógicos das unidades públicas de ensino que atuam com o Ensino Médio podem acessar o guia do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) 2021 – Obras Literárias, até esta sexta-feira (18), para registrar as obras literárias que serão utilizadas nos próximos três anos. Na ação, as escolas deverão fazer dois diferentes registros: a escolha de duas obras para cada estudante e do acervo para a biblioteca da escola. A quantidade de acervos a que cada escola terá direito será calculada com base no número de alunos do Ensino Médio, registrado no Censo Escolar.A coordenadora do Livro Didático e Biblioteca da Secretaria Estadual da Educação (SEC), Alessandra Santana, destacou ser importante a equipe pedagógica e os professores analisarem as melhores opções para sua escola. “Antes de registrar a sua escolha, a análise pode ser feita por meio do Guia do PNLD Literário 2021, disponível no Portal do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação). Neste processo, é fundamental também registrar as decisões da reunião na ‘Ata da Escolha’. Feito isso, podem registrar as obras escolhidas no sistema PDDE Interativo/SIMEC”.Guia PNLD 2021 – Obras Literárias – O documento reúne informações sobre obras literárias que foram indicadas para constituir o acervo das escolas da Educação Básica brasileira, pensando especialmente na ampliação de oportunidades de acesso e leitura dessas obras por nossos estudantes. Uma grande novidade no PNLD Obras Literárias, desde 2018, é que a seleção das obras indicadas neste guia, a serem adotadas por cada escola, será feita pelo (a) professor(a), em conjunto com o(a) dirigente da unidade/rede de ensino, a partir de indicações presentes no guia. Isso porque o Edital de Convocação nº 03/2019 – CGPLI, que baseia esta ação do Ministério da Educação, prevê a escolha de obras literárias que servirão para a composição do acervo literário da escola, para o uso na biblioteca ou espaço para leitura, respeitando-se a condição de utilização direta por parte dos estudantes.Torto Arado – O premiado romance, do escritor baiano Itamar Vieira, está entre os títulos literários selecionados para o Programa Nacional de Livros e Material Didático (PNLD) e, assim, poderá fazer parte do acervo da pesquisa literária das escolas de todo o país. O livro retrata um Brasil encalhado no próprio passado escravista, a partir da história de duas irmãs, Bibiana e Belonísia, que foram marcadas por um acidente de infância e vivem em condições de trabalho escravo contemporâneo em uma fazenda no sertão da Chapada Diamantina.O superintendente de Políticas para a Educação Básica da Secretaria da Educação do Estado (SEC), Manoel Calazans, falou sobre o significado da escolha de um livro como Torto Arado como livro escolar. “O Torto Arado é uma experiência de leitura fantástica para o público em geral, especialmente para os estudantes da escola básica brasileira, por trazer uma história tão nossa, das nossas raízes, que traz uma narrativa de matriz africana, que é fundamental para conhecermos os nossos antepassados muito lúdica e desafiadora e tê-lo no PNDL é fantástico”. Informações e Foto: ASCOM/GOVBA

Minuto Jq

Comentários no Facebook:

Comentários

Matricula Escolar

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.