Notícias de Jequié e Região

FAB conclui laudo que mostra as causa dos acidente com o cantor Gabriel Diniz

O relatório do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da FAB, divulgado nesta quinta-feira (29), concluiu que as condições meteorológicas adversas, atitude e indisciplina de voo do piloto levaram à queda da aeronave que resultou na morte do cantor Gabriel Diniz, de 28 anos, em maio de 2019. No acidente, morreram também os pilotos Linaldo Xavier e Abraão Farias.

De acordo com o G1, o piloto não avaliou adequadamente os parâmetros para a operação da aeronave com a decisão do prosseguimento do voo em condições meteorológicas desfavoráveis. O documento aponta que a aeronave, fabricada em 1974, não estava equipada com radar meteorológico e não era certificada para voar sob Regras de Voo por Instrumentos (IFR), sendo autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) operar sem Condições de Voo Visual (VMC).

Covid Banner 02-21

Ainda segundo a publicação, o piloto Linaldo tinha 83h50m de experiência de voo e possuía licença de Piloto Privado – Avião (PPR), em curso realizado no Aeroclube de Alagoas, em 2017, e estava com a habilitação de Avião Monomotor Terrestre (MNTE) válida. Ele estava somente qualificado para realizar o voo em rota em condições estritamente visuais.

Instagram:http://bit.ly/JequieUrgente

Comentários no Facebook:

Comentários

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.