Grupo faz ebó coletivo em frente a navio que criticou Salvador




 

 

 




 

 

BAHIA

SIGA O INSTAGRAM DO JEQUIÉ URGENTE>> https://www.instagram.com/jequie_urgente/?hl=pt-br

A Frente Nacional Makota Valdina, um grupo de defesa das religiões de matriz africana realiza um ebó coletivo, na manhã desta segunda-feira, 4, no Terminal da França, no porto onde o navio Logos Hope está atracado, como forma de protesto a declaração da OM Ships International, organização responsável pelo navio, considerado a maior livraria flutuante do mundo.

No dia 22 de outubro a empresa fez uma publicação pedindo orações aos seguidores ao anunciar uma viagem da embarcação para Salvador.

“Rezem por um embarque seguro e por uma navegação de dois dias direto para Salvador. Rezem por proteção, força e sabedoria para os tripulantes durante a estadia do navio em Salvador – uma cidade conhecida pela crença das pessoas em espíritos e demônios. Rezem para a equipe de eventos, que se prepara para um novo porto, e que Deus possa ser glorificado ao longo de cada um dos eventos que virão”, dizia a publicação.

Os organizadores do ato, batizado de “O demônio quem traz são vocês! A Bahia é de todos os Santos, encantos e Orisás!”, convocaram terreiros, igrejas, organizações e instituições que trabalham no combate ao ódio religioso para participarem da cerimônia.

O navio chegou a Salvador no dia 24 de outubro e foi aberto para visitação no dia 25. A embarcação permanecerá na capital baiana até 5 de novembro.

FONTE: A TARDE UOL

 



Comentários no Facebook:

Comentários

Categoria: Bahia