Notícias de Jequié e Região

Homicida confessa assassinato cruel de professora em Lajedo do Tabocal por motivo fútil

Orlan Silva dos Santos
Orlan Silva dos Santos

Após tomar conhecimento do crime bárbaro na Zona Rural de Lajedo Tabocal, na tarde desta quinta-feira (08), policiais da 93ª Companhia Independe de Maracás, sob o comando do Capitão Caldas e do capitão Renê, seguindo denuncias, montaram uma operação para prender o suspeito de ceifar a vida da professora Viviane Aragão  Santos com golpes de faca no braço e no  pescoço.

A polícia obteve êxito na ação e prendeu Orlan  Silva dos Santos, 19 anos, morador da Baixa Alegre. De acordo com a PM, que foi bastante elogiada pela resposta rápida ao crime, o elemento confessou ter sido o autor do crime.

Jequié 123 Prefeitura – Outubro
Prefeitura Outubro – Rosa

Segundo relatos, ao seguir o rastro do tênis que estava sujo de sangue, chegou ao suspeito Orlan Silva dos Santos, que confessou ter cometido o crime em virtude da vítima não ter contato social com ele.  O suspeito foi apresentado à delegacia de Lajedo Tabocal  para lavratura da prisão em flagrante. Mais um belo trabalho da família 93 CIPM. Polícia Militar e Comunidade na Corrente do Bem.

Fonte: Itiruçu On Line

Relembre o caso: O assassinato de uma professora chocou a região na tarde desta quinta-feira (08). O crime ocorreu no povoado da Baixa Grande, Zona Rural de Lajedo do Tabocal.  Viviane Aragão Santos, natural de Maracás, era professora efetiva da rede municipal de Lajedo do Tabocal e lecionava na escola municipal da comunidade da Baixa Grande.

Vítima

O crime ocorreu por motivo torpe. Segundo relatos, Orlan Silva dos Santos, 19 anos, já preso pela Polícia ( já atualizaremos)  não gostou de comentários envolvendo seu nome de que havia roubado o aparelho celular da professora Viviane, a qual foi tomar satisfação e não gostou da reação. Tomado pela raiva, Orlan  entrou na casa da professora e desferiu golpes de faca no pescoço.

O corpo foi encontrado por volta das 14h, por um vizinho, que  informou a Central da PM, que a professora  encontrava-se com sinais de estar morta, possuindo vários cortes de faca no pescoço e braço. Imediatamente, a guarnição comandada pelo Cb Jairo e os Sds Marlon e Rubens, a bordo da cacique 9. 9302, deslocaram ao local supracitado encontrando a vitima já sem sinais vitais.

Comentários no Facebook:

Comentários

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.