Notícias de Jequié e Região

“SlowTravel”: Saiba o que é a tendência que atrai cada vez mais pessoas

 

 

 

 

 

SlowTravel

Jequié Covid 5

Você já se aventurou a viajar por curtos períodos ou por diversos destinos de uma só vez e teve a sensação de não ter conhecido quase nada sobre os lugares que visitou? Então considere para a sua próxima viagem montar um roteiro SlowTravel (tradução literal: viagem lenta), que virou tendência entre os turistas de todo o mundo. Trata-se de uma filosofia que prioriza conhecer as cidades de uma forma mais tranquila, sem pressa, vivenciando-as como um nativo.

O conceito do turismo lento nasceu dos movimentos “slow living” e “slow food”, que surgiram na Itália nos anos 1980 com a proposta de viver cada momento com qualidade, sem se importar muito com quantidade. A ideia é que se explore cada lugar fugindo do óbvio, muitas vezes até pulando algumas paradas que a maioria considera obrigatória. É o caso de museus e restaurantes que muitas vezes nem combinam com o seu perfil.

Render-se aos inúmeros passeios e à vontade de conhecer o máximo de coisas possíveis de uma só vez numa cidade nova pode te deixar mais cansado e não te proporcionar a melhor experiência possível. O SlowTravel prioriza por viver intensamente cada lugar, descobrindo e saboreando a culinária local – o que significa fugir dos fast-foods -, andar de transporte público ou a pé, seguir muitas vezes sem destino ou conversando com os nativos para receber indicações do que se deve conhecer pelo ponto de vista deles.

O turismo lento, apesar de contar com improvisações ao longo da estadia, pode se beneficiar de alguns fatores que podem ser previamente organizados, como a hospedagem, encontros com amigos locais marcados pela internet, pesquisas sobre o destino, e conversas com outros travelers pelas redes sociais.

Desconectado com o mundo, conectado com a natureza – O SlowTravel nasceu também com a proposta de deixar de lado a correria do dia a dia e se desconectar do mundo, se entregando ao momento. “O motivo pelo qual o movimento fez tanto sucesso e gerou muita adesão é pela imensa necessidade que as pessoas têm hoje em dia de se desligar de tudo que gere ansiedade e desfrutar das coisas simples da vida”, explica o editor do site TravelSpring, Ricardo Andrade.

Para fazer com que a sua SlowTravel seja realmente intensa e marcante, é preciso se desligar do mundo online. Essa não pode ser uma viagem para tirar fotos, fazer stories e postar tudo de imediato. É para aproveitar todos os momentos, apreciar os lugares, estar 100% presente nas conversas, comer com calma e fazer tudo sem pressa. Ou seja, fazer o inverso de tudo o que o mundo das redes sociais pede.

Somado a isso, está também uma maior consciência ambiental por parte da nova geração, que procura também por experiências que permitam o contato com a natureza e promovam a preservação ecológica e sustentabilidade.

Existem hotéis eco-friendly com passeios exclusivos e totalmente rústicos por praias remotas e trilhas com uma vista incrível. Esse é um novo nicho promissor, que vem de encontro às novas demandas e necessidades da geração Y.

IMAGENS – GOOGLE IMAGENS 

Comentários no Facebook:

Comentários

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.